No Ar:
 Madrugada Capital
Próxima atração:
 Fazendo rastros pelo Brasil


HOME

A RÁDIO

COMERCIAL

PROGRAMAS

NOTÍCIAS

BLOGS

PODCASTS

AGENDA

CONTATO

Notícias

Cidade
Sexta-feira, 28 de Abril de 2017
   

Presidente da CUT, Vagner Freitas, concede entrevista ao #TamoJunto falando sobre a greve geral

Confira a entrevista completa.

Por: Ana Paula Novaes


O presidente da CUT, Wagner Freitas, concedeu entrevista na manhã de hoje ao Programa #TamoJunto. Ele conversou com os apresentadores, Paulo Eugênio e Angela Mattos, e com os repórteres Cid Barboza e Carolina Mattos.

Wagner falou sobre a greve geral convocada em todo o país pelas centrais sindicais e sobre os protestos contra as reformas trabalhista e da Previdência. Ele fez um balanço do dia. “A população participa e apóia a greve. É a maior greve geral da história do Brasil, as categorias paralisadas e, o mais importante, apesar de causar transtornos a um ou outro, é que a enorme maioria apóia a greve, porque não quer perder seus direitos trabalhistas, não quer perder sua aposentadoria. É uma participação espontânea, deixando claro que a população é contra as propostas que o Temer propõe”, disse.

Perguntado sobre os bloqueios com fogo em barricadas, e o fechamento de vias e estradas, Wagner destacou a posição radical do governo. “Os sindicatos paralisam suas categorias, suas atividades. Existem vários setores construindo a greve e pessoas que fazem bloqueio de estradas. Nós não orientamos nossos sindicatos a quebrar patrimônio público. Orientamos nossos sindicatos a paralisar suas atividades, fazerem piquetes de convencimento às pessoas. Eu acho que, nesse momento, a população precisa entender que o Brasil enfrenta a maior crise de sua história. Ou nós vamos parar essas reformas ou o Brasil vai acabar. Não vai ter férias, 13º salário, trabalho organizado, emprego com garantia, vai ter a institucionalização do bico no Brasil. Eu acho que a radicalização está por parte do governo, que não foi eleito, é ilegítimo e quer tirar direitos dos trabalhadores. Radical é o Congresso Nacional, que é envolto em corrupção e vota para tirar os direitos dos trabalhadores”, frisou. “A população precisa entender que hoje é um dia de não trabalhar para assegurar o trabalho pelo resto dos dias”, acrescentou o presidente da CUT.

Ele ainda destacou o objetivo da greve. “A greve geral é para o Brasil não ser sucateado e para o ouvinte da Capital, que é trabalhador, não ficar desamparado”, destacou.

Confira a entrevista completa.

Foto: Divulgação/CUT

 



Necessário Flash Player para ouvir este áudio, instale-o
Presidente da CUT, Vagner Freitas, concede entrevista ao #TamoJunto falando sobre a greve geral



Link: http://capital1040.com/noticias/?n=18622
Arte e Lazer
Brasil
Chuvas
Cidade
Dinheiro
Educação
Eleições
Emprego
Esportes
Memória
Mundo
Polícia
Política
Previdência
Saúde
Serviço
Social
Trânsito

Blog da Capital
Blog Show de Bola Capital



Central do Ouvinte: (11) 3053-1040


HOME | A RÁDIO | COMERCIAL | PROGRAMAS | NOTÍCIAS | BLOGS | PODCASTS | AGENDA | CONTATO |

Todos os direitos reservados - Rádio Novo Mundo Ltda
Central do Ouvinte: (11) 3053-1040