No Ar:
 Caju & Castanha
Próxima atração:
 Madrugada Capital


HOME

A RÁDIO

COMERCIAL

PROGRAMAS

NOTÍCIAS

BLOGS

PODCASTS

AGENDA

CONTATO

Notícias

Saúde
Sexta-feira, 07 de Abril de 2017
   

Entidades fazem manifesto contra projeto que propõe planos de saúde populares

Confira na reportagem de Cid Barboza.

Por: Ana Paula Novaes


O Ministério da Saúde está trabalhando para viabilizar a criação de planos de saúde populares, com mensalidades de valores mais baixos que a média dos planos normais. A forma como o projeto foi elaborado e enviado para análise na Agência Nacional de Saúde Suplementar mobilizou importantes entidades que, lideradas pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), pretendem implodir o que consideram uma grande enganação e que prejudicará as pessoas mais pobres.

O repórter Cid Barboza conversou com o presidente do Cremesp, Mauro Gomes Aranha de Lima, que falou sobre o projeto. “O teor completo deste plano não está aberto para a sociedade. Ele foi feito por um grupo pequeno, composto principalmente por operadoras de saúde junto ao Ministério de Saúde e foi protocolado para análise na Agência Nacional de Saúde. Isso precisa ficar claro para a população”, opinou.

Para ele, plano de saúde barato não é algo necessário, já que existe o SUS. “Ele é um dos sistemas universais de saúde, de atendimento na saúde primária, nas comunidades, nas Unidades Básicas de Saúde, de estratégias de saúde da família, que é mais barato e resolve cerca de 80% dos casos para a doença não se agravar. Isso tem que ser feito pelo SUS e os planos de saúde querem entrar justamente nessa parcela do atendimento que é mais barata e mais resolutiva, com pouco custo para eles. Quando os casos de agravarem, os planos de saúde não atenderão e que terá que atender é o SUS”, frisou.

De acordo com ele, a emenda constitucional que congelou os investimentos na saúde prejudica ainda mais a situação.

As entidades contrárias ao projeto vão protocolar um manifesto que faz alertas para a situação de fragilidade a que as pessoas ficarão submetidas. Além do Cremesp, o documento é assinado pela Associação Paulista de Medicina, o Procon, a Fundação Proteste, o Instituto de Defesa do Consumidor, a secção paulista da OAB, o Ministério Público do Estado de São Paulo e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva.

Confira a entrevista completa.

Foto: Cid Barboza



Necessário Flash Player para ouvir este áudio, instale-o
Entidades fazem manifesto contra projeto que propõe planos de saúde populares



Link: http://capital1040.com/noticias/?n=18541
Arte e Lazer
Brasil
Chuvas
Cidade
Dinheiro
Educação
Eleições
Emprego
Esportes
Memória
Mundo
Polícia
Política
Previdência
Saúde
Serviço
Social
Trânsito

Blog da Capital
Blog Show de Bola Capital



Central do Ouvinte: (11) 3053-1040


HOME | A RÁDIO | COMERCIAL | PROGRAMAS | NOTÍCIAS | BLOGS | PODCASTS | AGENDA | CONTATO |

Todos os direitos reservados - Rádio Novo Mundo Ltda
Central do Ouvinte: (11) 3053-1040